Crítica | Vikings -1ª Temporada

Vikings é uma série lançada em 2013, com produção do History Channel, a série se preocupa em retratar detalhadamente muitos elementos históricos que permitem ao espectador entender como funcionava a sociedade viking. A religião é o tema cultural mais recorrente, a cada episódio sabemos um pouco mais sobre seus deuses, lendas, crenças, locais sagrados, rituais, etc.

A mitologia nórdica não trata somente dos deuses e das criaturas supernaturais, mas também sobre heróis e reis. Ragnar tornou-se um homem respeitado, temido, virou um mito assim como o famoso Beowulf e, apesar de não soar nem um bocado, o mesmo (Ragnar) era justo.

Um monge copista que é retirado de seu convento e inserido no mundo viking como escravo. Saído de dentro de uma imersão cristã, Athelstan se vê em meio a novos deuses e novas crenças que se desdobram em uma visão completamente diferente de vida e mundo. Os diálogos e o modo como ele interage com um ambiente que vai totalmente de encontro à fé cristã. As qualidades quanto a construção do personagem não se limitavam apenas para a figura do até então personagem principal. Lagertha, Rollo, Floki e principalmente o primeiro Lorde apresentado, tinham em suas falas convicções e atitudes muito carismáticas com outros grandes potenciais para o futuro. A primeira disputa pelo poder entre os dois Vikings, mostrou um lado da série que seria cada vez mais exposto e trabalhado, a religiosidade.

Durante a primeira temporada, os nórdicos partem para várias terras distintas e, no decorrer da série, Ragnar passa por várias provações enquanto está explorando e também quando retorna para a aldeia, fazendo o rei chegar em uma situação extrema de combate direto com Ragnar.

Vale mencionar as batalhas e lutas que, em uma primeira impressão podem dar a ideia de algo pobre em termos de produção, mas não é o caso. Nada de exércitos enormes e batalhas épicas, em vikings os confrontos são bastante crus e sem glamour, o que dá um toque de realismo bastante interessante para a série.

Vikings não tem a enrolação que estamos cansados de ver em tantos outros seriados. Aqui as coisas andam muito rápido, cada episódio faz a trama de fato progredir. A primeira temporada têm nove episódios e ela está disponível na Netflix (as 4 temporadas estão disponíveis), é uma ótima pedida para quem não dispensa uma história forte, tanto mitológica como humana, cheia de batalhas e também boas atuações de personagens fortes.

Vikings –  1ª Temporada (Canadá/Irlanda, 2013)

 Roteirista: Michael Hirst

Direção: Ciaran Donnelly, Johan Renk, Ken Girotti

Elenco: Travis Fimmel, Katheryn Winnick, Clive Standen, Gustaf Skarsgård, Gabriel Byrne, George Blagden, Nathan O’Toole

Duração: 42 min por episódio

Posted Under
  • Eu assisti alguns episódios mas acabei largando de mão, é uma série razoável para mim.