Crítica | A Ghost Story (2017)

A Ghost Story é um filme extremamente peculiar. Após David Lowery finalizar Pete’s Dragon para a Disney , ele reuniu Casey Affleck e Rooney Mara  protagonistas de seu primeiro filme, Ain’t Them Bodies Saints (2013), para este projeto com orçamento de 100 mil dólares. Algo comum para o estúdio A24, que vem fazendo alarde com produções independentes, mas com roteiros surpreendentes e até inovadores. Como A Bruxa de 2016, Ao Cair da Noite deste ano e etc.

A trama começa acompanhando um casal interpretado por Casey Affleck (C) e Rooney Mara (M). Logo no inicio C morre num acidente de carro e reaparece na forma de um fantasma clássico , esses com lençol jogado em cima do corpo. Ele vai até sua antiga residência e passa observar M, nunca deixando a casa. Representado pelo lençol com dois buracos onde estariam seus olhos (apesar de nunca vermos seus olhos). C então toma  assiste à M tentar seguir em frente com sua vida.

No primeiro ato , o filme trata sobre amor e luto, com o fantasma estático observando sua esposa reagir e tentar tocar sua vida. Mais tarde, o fantasma passa por outras experiências na casa, alternando sua melancolia. É filme profundamente triste, melancólica e sombria, ainda que constantemente fascinante. É um filme sobre o quanto menos você souber sobre ele, melhor ele será. Algo extremamente positivo.

A trilha sonora de Daniel Hart é emocionante, já que consegue expor através de tons tristes os gritos que o fantasma não consegue dar.  O filme tem poucas falas, já que a maior parte da trama se constitui de um fantasma observando coisas passando pelo ambiente. Entretanto, uma fala feita por Will Oldham marca boa parte do sentido do filme. O sobrenatural invade o real sem permissividades didáticas. Sua conexão com o semelhante da casa ao lado quase traz certa mitologia, ele não é único, há provavelmente uma constelação de fantasmas “esperando por algo”.

A Ghost Story não é um filme de terror, mas usa artifícios do universo sobrenatural para falar sobre o tempo e sobre a vida. O longa inova em sua proposta ao se apropriar da figura do fantasma para contar uma história sobre solidão e mortalidade, mostrando o fantasma não como uma criatura aterrorizante e assustadora, mas como um ser angustiado que vaga sem propósito pelo mundo e vê sua existência cada vez mais insignificante a medida que tudo e todos que conhece deixam de existir.

A Ghost Story- 2017( EUA)

Direção: David Lowery

Roteiro: David Lowery

Elenco: Casey Aflleck, Rooney Mara, Will Oldham, Augustine Frizzell, Carlos Bermudez, Liz Franke, Kesha

Duração: 90 minutos

  • Mulan moon

    ótima crítica Stella. Me parece muito interessante está história, quase me passou despercebida se não fosse por tu.

  • kamalla

    ótima crítica mana

  • Homem-Coisa

    Crítica fabulosa Stella. Não tinha ouvido falar desse filme, até ver sua crítica.
    Ele tem um plot realmente interessante rs
    Vou procurar assitir ele o quanto antes, talvez eu assista nessa Sexta-Feira 13 (apesar do filme não ser terror kk)

  • Já tinha ouvido falar desse filme, Stella, a premissa parece bem curiosa mesmo. Acho que metade dos 180 mil foi só para pagar o cachê da Rooney Mara kkkkkk. Foi legal a maneira como fizeram o fantasma, fugindo daquele clichê da “pessoa transparente” ou algo do tipo, e permitindo que o espectador se identifique com o personagem ainda mais. Análise pontual e muito bem feita!

  • Muito obrigada @disqus_Q4Srq2VEjp:disqus. Mesmo não sendo terror vale a pena pela novidade

  • Obrigada miga

  • Obrigada miga. Por ser independente geralmente passam despercebidos pela midia mesmo, vale a pena ver

  • Muito obrigada @brunoabransan:disqus. KKKKK talvez.

  • Disponha! Kkkkk foi isso ou ela simplesmente se interessou pelo projeto e resolveu colaborar, às vezes tem dessas.

  • verdade tem sim

  • Cheguei a ouvir falar o nome do filme mas não sabia do que se tratava, fiquei muito interessado agora e certamente vou assistir essaa semana.
    Achei bem artístico e gostei dessa interpretação do fantasma. Apesar de não curtir muito o Casey Affleck a Rooney Mara parece arrebentar pelo que você disse na crítica.
    Ótima critica.

  • Pantera Negra

    Muito boa, Stella. Você e seu irmão tem achados interessantes, haha. Vou procurar dar uma olhada nele hoje ou amanhã. Disso não passa. E volto aqui pra dizer o que achei.

  • Muito obrigada Pantera, kkkkk que bom que agradamos nesse quesito. Ta certo vou querer saber sim

  • Muito obrigada. Não gosto do Casey também, ele ta razoavel e a Rooney muito bem.

  • Pantera Negra

    Gostei, Stella! E a sua crítica agregou bastante na maneira como eu vi o filme.

    Sobre a história, entendi como o tempo é tratado. A fala de Will Oldham me ajudou bastante a entender isso. Confesso que na cena eu tava voando e bem no final a coisa fez sentido pra mim, tanto é que voltei e ouvi com mais atenção. E foi uma mensagem muito importante sobre como o tempo é cruel e triste quando analisamos ele.

    Também foi interessante ver ele em uma espécie de “loop temporal” da história casa.

    As cenas que mais me chamaram atenção foram a do Will (minha preferida), a do outro fantasma (que achei hilário aquele pano estampado) e a do trator, que por sinal tomei um puta susto. Sim, também teve a parte da torta. Pensei “Não é possível. Acho que o diretor fez essa mulher passar fome por 2 dias” kkkk

    Amei a trilha sonora (principalmente I Get Overhelmed) e a fotografia. Confesso que não sou muito fã desse tipo de filme, mas foi uma ótima experiência, Stella. Gostei mesmo.

  • Bom comentário. Fico feliz que tenha gostado, eu já criei um carinho por esse filme. O estúdio A24 tem trazido verdadeiras perolas do cinema.

  • Robert Stevenson: O Mito

    Ótima crítica, Stella.
    Fiquei interessado nesse filme também. Usou um clichê antigo que é o fantasma do lençol em um filme que fala sobre a vida.

  • Obrigada Herbie?

  • Robert Stevenson: O Mito

    Sim.
    DE TANTO QUE EU FALEI DESSE HOMEM, O CERTO SERIA VOCÊ VER A IMAGEM E JÁ SABER QUE ERA EU! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • bem dificil de saber pois voce sempre mudou somente para Herbie alguma coisa kkkkkkkk

  • Robert Stevenson: O Mito

    https://uploads.disquscdn.com/images/d5273da801441c371ed2515cf7c97c7a8149f3fe1270b05ffb88065135c540fd.png
    Nem o Xeroque Holmes resolveria este caso hehehehe
    Quanto mais eu mudo de nick, mais você se informa sobre quem participou do filme sem precisar pesquisar kkkkkkkkkkkkk

  • atah nao li seu perfil mesmo kkkkk

  • Robert Stevenson: O Mito

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Mulher Mortífera

    excelete critica,stella.me deixou interessada no filme

  • Obrigada miga. Espero que goste, bom filme

  • Homem-Coisa

    Olá Stella. Como prometido, eu assisti o filme hoje. Realmente ele é muito bom mesmo.
    O filme quebra vários clichês de outros filmes de fantasmas, ao mesmo tempo que cria uma história bem envolvente.
    Achei o final chocante. Confesso que na primeira vez que assisti eu não entendi muito bem, mas depois eu prestei mais atenção e compreendi os fatos.
    O Fantasma estava preso em um loop temporal e se libertou quando leu o bilhete.
    No fim de tudo o filme se trata mais do tempo ao invés do sobrenatural. Amei.
    Só queria saber oque estava escrito naquele bilhete kkkk acho que nunca saberei.

  • Migoo seu loko edita e tira o spoiler kkkkkkkk por favor.
    Mas que bom que gostou, minha recomendação valeu mais ainda

  • Homem-Coisa

    Kkkkkk foi mal. Vou editar.
    Muito obrigado por ter recomendado o filme, se não fosse por você eu nunca teria ouvido falar dele.

  • ^~~^ e o meu trabalho e do pessoal traremos mais