Crítica | Puella Magi Madoka Magica : Anime

 

Sinopse: Um dia, Madoka tem um sonho onde vê uma garota lutando sozinha contra um monstro imenso em um mundo destruído. No dia seguinte, já na escola, ela descobre que a garota de seu sonho chamada Homura se transferiu para sua sala. Mais tarde quando sai para fazer compras em um shopping com sua amiga, Madoka ouve uma voz pedindo socorro, e encontra Homura perseguindo uma pequena criatura chamada Kyubey. Madoka e sua amiga escapam levando Kyubey, que explica a elas que no mundo existem bruxas, criaturas horrendas e não humanas que se alimentam de humanos e influenciam pessoas a se suicidar e cometer assassinatos dentre outras coisas. Kyubey então diz que realizará um desejo delas, qualquer um, independentemente do que seja desde que elas concordem em se tornar Garotas Mágicas e cacem as bruxas. Mas, nem tudo é o que parece ser.

O anime tem um visual mais escuro, os diálogos são mais pesados, e a sensação de vazio com os cenários enormes dão uma pontada de tristeza enquanto se assiste ao anime. Penso que isso sirva pra colocar o telespectador dentro do clima que a série pretende lançar e acaba conseguindo. Com muitos efeitos especiais dentro do mundo mágico, o anime consegue passar diversas emoções de uma forma muito natural, onde nada parece ser forçado. Aqui, morte e sobrevivência são dilemas constantes na vida de meninas que se veem obrigadas a aguentar todo este tormento, quase como perdendo sua inocência.

Seu enredo apresenta diferentes pontos complexos e pesados, passando pela destruição física e psíquica de suas personagens e entrando em temas complexos como a entropia universal. Diferentes pontos te fazem ficar grudados na história, tentando entender quem é a criatura chamada de Kyubey ou tentando entender sobre o passado da aluna recém transferida. O visual dos personagens humanos e do mundo real é simples, lembrando outros do mesmo gênero. Seu diferencial está na forma como representam as bruxas e seus labirintos, apresentando uma mistura de técnicas de animações diferentes, com alguns elementos de colagens e cartoon.

O irônico é  descobrirmos no decorrer da trama  quem é a  verdadeira protagonista , não sendo  a Madoka em si , que inclusive tem o nome no titulo do anime e sim a Homura , uma das personagens mais sofredoras existente em animes. A partir da segunda metade a perspectiva muda para termos um olhar amplo e pela perspectiva  de Homura, sobre tudo aquilo que está acontecendo ao redor. Madoka Magica  te prende pelos mistérios, perguntas e mais perguntas , e por termos que raciocinar sobre elas.

A série de TV é muito bem animada pelo estúdio de animação Shaft , se existem defeitos nela são facilmente ”disfarçadas” pelos diversos artifícios de animação , que mistura diversos tipos de desenhos (como stop motion). As lutas contra as bruxas são um delírio psicodélico, e as transformações das mocinhas em Puella Magi, como em todos mahou shoujo, são lindas .

A trilha sonora de Madoka magica é um dos seus pontos fortes, ela consegue transmitir um clima de melancolia, suspense e quase terror com maestria. Você com certeza lembrará da trilha sonora do anime. A abertura passa uma imagem totalmente oposta do que é o anime, a primeira vista muitos estranharão. A serie de TV é mais ”completa” caso queira acompanhar , mas podem assistir tranquilamente a os dois filmes resumos da temporada. Apenas o terceiro filme é a continuação direta da serie de TV.

 

Fica a dia Puella Magi Madoka Magica é um anime que por trazer um diferencial ao gênero de garotas magicas , se tornou um ‘’cult’’ entre os amantes de animes. Vale a pena dar uma conferida.

Serie de TV: 12 episódios

Filme que finaliza a história: Madoka Magica: Rebellion

 

Comments are closed.