Recomendação | Boku no Hero Academia!

Ainda da safra de 2016, a recomendação de hoje é o anime Shonen Boku No Hero Academia, uma obra escrita por Hohei Horikosh e compilada pela Weekly Shonen Jump, uma revista semanal da editora japonesa Shueisha, tradicionalíssima no seguimento, responsável por popularizar obras como Dragon Ball, Naruto, One Piece, Yu Yu Hakusho, Os Cavaleiros do Zodíaco e uma série de outras obras badaladas e inesquecíveis.

Sinopse

Izuku Midoriya é um garoto sem superpoderes, igual a todos nós seres humanos normais. Não haveria problema algum, se Izuku não tivesse nascido em um mundo onde qualquer um possui um superpoder, por mais idiota e inútil que seja a habilidade, qualquer um possui.  O fato de Izuku não possuir habilidades sobre-humanas é motivo de grande frustração, pois o sonho dele é justamente se tornar um super-herói e combater a vilania. O protagonista é obrigado a conviver com o bullying frequente de seus colegas, chamando-o de imprestável e dizendo que Izuku deveria desistir de seu sonho. Por um acaso do destino, Izuku é posto diante de um vilão perigoso, e decide não fugir, enfrenta o monstro munido apenas com sua coragem e determinação. Nesse instante, surge o poderoso herói All Might, que prontamente derrota o vilão. Izuku fica admirado e decide pegar algumas dicas com All Might, que inicialmente o desdenha e pede para que o garoto desista. Quando percebe o real valor de Izuku, All Might decide ajudá-lo a realizar seu sonho. Assim começará a virada de Izuku, mostrando a todos que um dia duvidaram, que ele é capaz de entrar para a academia de heróis e tornar seu sonho realidade.

Quando o mangá vende muito, é um indício de que é questão de tempo para que surja um anime, e que esse anime a exemplo do mangá, se torne um sucesso ainda maior, gerando jogos e mais jogos de vídeo-game, vendendo action-figure, cards e uma série de outras coisas. Acontece que o mangá vendeu absurdamente entre 2015 e 2016, tornando-se o 10º título mais vendido nesse ínterim.  Com ambiente favorável e mercado aquecido, vieram 13 episódios ainda em 2016, muito bem desenvolvidos pelo estúdio Bones, que foram bem recebidos por público e crítica.

Minhas impressões

Um bom anime Shonen, deve ser engraçado, ter um protagonista de peso, personagens coadjuvantes interessantes, ótimos vilões que justifiquem a trajetória do herói, uma dose cavalar de ação, character design bacana, movimentação fluída e destruição nos moldes de Michael Bay. No meu ponto de vista, Boku no Hero Academia peca um pouco no quesito protagonista e peca demais com os vilões. O protagonista Izuku é um bebê chorão, suas motivações são interessantes, mas o garoto demonstra um nível exagerado de dramaticidade que não se encaixa na proposta do anime, na verdade o protagonista aspirante a herói, é uma antítese de todo universo apresentado no anime. Outro ponto que decepciona, é a construção dos vilões, ao menos nessa temporada, a apresentação foi desastrosa e mostrou apenas três vilões dignos de nota que são Tomura, Black Mist e Noumu, que vieram com um plano chinfrim para derrotar o herói All Might. Tenho boas expectativas de que a “Aliança de Vilões”, venha a ser melhor trabalhada e entre em sintonia com a qualidade do enredo, animações e character design de personagens, que aliás, são acima da média.

Falando em character design, o autor de Boku No Hero Academia, Hohei Horikosh, se inspirou nos quadrinhos ocidentais e acertou em cheio, o mangá é muito bem desenhado e os traços foram transportados fielmente para o anime do estúdio Bones. Assista a abertura:

Enfim, recomendo fortemente que assistam aos 13 episódios de Boku No Hero Academia, parece que veio pra ficar e é diversão garantida.

Até a próxima amigos geeks!

Comments are closed.