Diretor do Coringa diz que o estúdio Warner Bros. não tinha regras ou mandatos para o filme da DC Comics

O diretor e roteirista Todd Phillips conta quando se encontrou com os criativos da DC Comics para lançar o Coringa , sua história de origem examinando o infame vilão do Batman, mas o estúdio Warner Bros. era “bastante solto” e não tinha “regras ou mandatos” para o estudo de personagem com classificação 18+ que acabou passando US $ 1,06 bilhão em todo o mundo.

“Eu nunca pensei em fazer um filme de quadrinhos. Para mim, tratava-se mais dessa idéia de fazer um estudo de caráter, mas de alguém que não tem idéia de quem, o quê, de onde ele veio ou algo assim ”, diz Phillips. “Então eu meio que vim dessa maneira. Não era como ‘Oh, eu quero fazer um filme do Coringa’. Realmente veio de: ‘Como você faz um ótimo estudo de personagem e faz as pessoas quererem vê-lo?’

Tanto Phillips quanto o eventual astro Joaquin Phoenix tinham reservas quanto a um filme de quadrinhos , mas o filme, separado da continuidade dos filmes da DC, desfrutou de uma coleira “bastante solta” da Warner, empresa controladora da DC.

“Eu mostrei a eles como uma ideia primeiro e eles disseram: ‘Ok, vá e explore’. Eu conheci algumas pessoas na DC e depois saímos e escrevemos ” “Scott Silver e eu escrevemos por, realmente, um ano e voltamos com o roteiro, mas não havia regras ou mandatos deles. Nós realmente nos afastamos de muitas coisas dos quadrinhos, criamos um novo personagem, demos a ele esse nome e o escolhemos do nada, por assim dizer. ”

Ele continua:

“E talvez para o desgosto dos verdadeiros fãs de quadrinhos, não vimos colocar Arthur Fleck em um tanque de ácido e deixá-lo branco. Esse não foi o filme que estamos fazendo. Nós só queríamos fazer algo que parecia fundamentado na realidade. ”

“Há muitas maneiras de ver o filme. Ele pode não ser o Coringa ”, diz Phillips. “Esta é apenas uma versão de origem do Coringa. É apenas a versão que esse cara está dizendo nesta sala em uma instituição mental. Não sei se ele é o narrador mais confiável do mundo, sabe o que estou dizendo?

Fonte: CB