Scorn apenas terá ray-tracing se não afetar a performance

Scorn foi um dos jogos apresentados pela Microsoft no passado dia 7 de maio, no seu Inside Xbox. Este exclusivo Xbox Series X foi dos jogos que mais impressionou na apresentação, e existe muita expetativa em redor da qualidade visual que foi demonstrada no trailer, que mostra o enorme poder da nova consola da Microsoft.

Numa entrevista ao MS Poweruse, Ljubomir Peklar, diretor do jogo, diz que estão a experimentar a tecnologia ray-tracing no jogo, mais propriamente no ambient occlusion e nas sombras, mas que apenas será implementado se isso não afetar a performance.

“Estamos a experimentar em utilizar alguns aspetos do ray-tracing para o ambient occlusion, ou sombras, mas apenas se no final isso não interferir na suave execução do jogo,” disse Peklar.

Na entrevista ele também afirma que o futuro dos jogos passa pelo ray-tracing, e que facilita todo o processo de criação, mas após tantos anos de desenvolvimento a fingir os resultados dessa tecnologia, não é assim tão revolucionária.

“Ray-tracing em tempo real é um ótimo recurso, e certamente é o futuro quando se trata de jogos, mas desenvolvemos tantas boas técnicas para falsificar os resultados que é realmente difícil o ray-tracing criar um impacto revolucionário. Quando a tecnologia amadurecer, certamente facilitará o processo de desenvolvimento quando se trata de toda a iluminação,” disse Peklar.

Fonte: Eurogamer