Recomendação | Tokyo Ghoul, anime preferido do Dr. Lecter!

O gênero Seinen é um celeiro de criatividade desde a época de Ghost in The Shell, Akira e tantos outros, eu particularmente procuro dar preferência a esse tipo de anime com temática mais adulta e com extrema liberdade de criação, sem as amarras dos Shonens que vivem da venda de bonecos, card games, camisetas e canecas para a criançada. O problema, é que mesmo sendo bons ou até ótimos, esses animes demoram a receber continuações, isso quando recebem… Tokyo Ghoul é um exemplo clássico dessa falta de auto-suficiência por parte da maioria dos Seinens. Em hiato desde de 2015 (o anime pelo menos), é uma obra extremamente elogiada,  não é atoa que em 2015, a revista francesa Anime & Manga Grand Prix concedeu o prêmio de melhor animação, melhor música tema (unravel) e  foi considerado o melhor anime do gênero Seinen de 2014.

O fato é que os Seinen em geral, precisam vender uma grande quantidade de mangás e Blu-rays após a primeira temporada para assegurar uma segunda temporada,  e como a grande maioria dos fãs assiste o pirata pelo fansuber e não vai se dar ao trabalho de gastar com Blu-rays, um dia esse tipo de anime sumirá do mercado (verdade seja dita, as distribuidoras também não fazem esforço algum para trazer animes do gênero para o ocidente de forma legalizada).

Vamos ao que interessa…

Ken Kaneki é um estudante japonês que começa a se relacionar com uma linda garota, Rize Kamishiro, e durante um encontro, a garota tenta devorá-lo (isso mesmo, não inverti nada, a garota tenta jantar o rapaz). Antes que a monstruosa garota consiga consumar o ato, um objeto despenca de um prédio e esmaga a ambos. Kaneki é levado ao hospital entre a vida e a morte, e sobrevive milagrosamente…

Mas nem tudo são flores (na verdade, nessa história nada são flores, é bizarrice, gore e sangue pra tudo que é lado como nós amamos), Kaneki desperta no hospital, completamente mudado, sentindo aversão a comida normal e com apetite voraz para carne humana. Kaneki agora é meio Ghoul, uma criatura similar a um demônio vampiro comedor de carne humana.

tokyo-ghoul-rize-1

Sem entender absolutamente nada sobre sua nova condição, Kaneki vai parar em uma estranha cafeteria chamada Anteiku, onde um misterioso gerente explica o que Kaneki se tornou e sua importância como meio humano e meio Ghoul para a sociedade, a condição colocaria Kaneki como embaixador entre as duas espécies. Acontece que os Ghouls são uma sociedade secreta repleta de facções e vivem à margem dos humanos em Tokyo. Alguns querendo apenas viver ou sobreviver pacificamente entre os humanos, e outros que veem os humanos como gado. É interessante ver o protagonista ainda relutante, tentando viver como um humano normal, tentando lutar contra sua natureza Ghoul em meio a uma guerra iminente entre humanos e ghouls.

http-wall-anonforge-com-wp-content-uploads-anime-tokyoghoul-f-uta-renji-yomo-shuu-tsukiyama-ken-kaneki-touka-kirishima-mask-tokyo-ghoul-characters-1600x900

O estúdio Pierrot fez um trabalho impressionante com a animação, transformando os traços horrorosos dos primeiros capítulos do mangá de Sui Ishida (veja na figura abaixo) em verdadeira obra de arte, com traços bonitos e movimentação fluída. Trilha sonora, abertura e encerramento são um show à parte.

criador-tokyo-ghoul-redesenha-1-capitulo-manga

Enfim, recomendo muito o anime Tokyo Ghoul, infelizmente travou na segunda temporada e a terceira não há previsão, mas sempre podemos continuar lendo os mangás e assistindo a OVAs que saírem, prometeram um Live-action, é esperar pra ver!

Espero que tenham gostado, e até a próxima meus camaradas!  

Comments are closed.